Robert Ballecer, um padre jesuíta que estudou engenharia no Vale do Silício, espera apresentar o servidor Minecraft do Vaticano como um lugar onde os jogadores podem se expressar em um ambiente menos tóxico do que normalmente encontram em jogos.

A ideia é oferecer um ambiente em que os jogadores possam expressar livremente a criatividade e construir relacionamentos entre si. O projeto começou no Twitter, quando Ballecer entrevistou seus seguidores sobre qual jogo eles preferiam rodar como servidor de teste – Rust, Ark, Team Fortress 2 ou Minecraft. No final da pesquisa, 64% dos votos foram para o Minecraft.

“Não é sobre a tecnologia, nem mesmo sobre os jogos”, disse ele à Rome Reports em um vídeo postado no fim de semana. “Trata-se de reunir pessoas que talvez possam mudar esses relacionamentos para o mundo real”.

“No começo, havia muita gente que hesitava”, continua Ballecer. “Porque você vê esse cara de colarinho falando sobre as últimas ofertas do Google ou sobre como você opera fibra ótica no Atlântico. E eles não entenderam, disseram: ‘Espere um minuto, essas duas coisas não andam juntas’. Mas, depois de um tempo, eles perceberam: “Ok, ele sabe do que está falando, por acaso é um padre.”

O servidor Minecraft está sendo testado atualmente e Ballecer está procurando feedback. Se você tem uma conta no Minecraft e gosta de participar da experiência social em seu servidor Minecraft, pode acessar o minecraft.digitaljesuit.com.

 

Fonte: VG247